TAM adia prazo de adesão ao PDV até próxima 4ªfeira

A TAM prorrogou até a próxima quarta-feira, dia 21, o prazo para adesão ao programa de demissão voluntária (PDV) acordado entre a companhia e o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA). A companhia informou por meio de nota nesta sexta-feira, 16, que a extensão do prazo se deve à alta procura de pilotos, copilotos e comissários por detalhes sobre o processo. O prazo inicial terminava nesta sexta. A TAM vai demitir 811 funcionários e o plano é para tripulantes de aeronaves da família Airbus 320 (A319/A320/A321).

WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

16 de agosto de 2013 | 21h43

A TAM informou que o programa prevê uma indenização adicional, seis meses de plano de saúde e três passagens aéreas para o funcionário e seus familiares diretos. A empresa também ficará responsável pelos custos da revalidação da Certificação de Habilitação Técnica na aeronave atual até o check no simulador de voo, nos casos de vencimento nos três meses seguintes à entrada do funcionário no programa.

A companhia disse, também, que o programa de licença não remunerada está aberto para tripulantes de todos os tipos de aeronaves e terá validade de 18 meses, prorrogáveis por 12 meses. Nos seis primeiros meses o funcionário e seus familiares diretos contarão com plano de saúde. Eles também terão benefícios de bilhetes aéreos iguais aos dos funcionários ativos durante o período de licença.

A TAM reafirmou que as demissões são necessárias para adequar o quadro de tripulantes à realidade operacional. "A companhia convive com alta significativa dos custos, o que a levou a reduzir a oferta, no acumulado de 2011 até agora, em 12% no mercado doméstico", declarou a empresa no comunicado.

Tudo o que sabemos sobre:
TAM

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.