TAM Aviação Executiva seguirá com família Amaro

A TAM Aviação Executiva enviou hoje um comunicado ao mercado ressaltando que não faz parte da negociação de fusão entre a brasileira TAM e a chilena LAN. Empresa de comercialização de aeronaves executivas - como Cessna e Bell Helicopter - e de serviços aéreos, a TAM Aviação Executiva deixou claro no informe que não é subsidiária da TAM S.A., que sua estrutura de gestão permanece inalterada e que "é e continuará sendo 100% controlada pela família Amaro, nas figuras de Dona Noemy Amaro, Maurício Amaro, Maria Cláudia Amaro e João Amaro."

AE, Agencia Estado

31 de agosto de 2010 | 12h46

No entanto, a administração da empresa considerou que "mesmo não integrando a união entre TAM e LAN, que resulta em uma das maiores companhias aéreas do mundo e líder incontestável no mercado latino-americano, o aumento do número de rotas e bases no Brasil, na América Latina e em outros continentes permitirá um enorme ganho de sinergia à TAM Aviação Executiva."

Tudo o que sabemos sobre:
aviaçãoTAMLANfusãoAmaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.