TAM e uruguaia Pluna firmam acordo para integrar vôos regionais

A companhia aérea Pluna anunciou na sexta-feira a assinatura de um acordo com a TAM para compartilhar seus vôos, como parte de uma consolidação na região, no momento em que o consórcio privado que dirige a empresa uruguaia é duramente questionado em seu país. A Pluna disse que o acordo permitirá a seus passageiros chegar a mais lugares do Brasil, dos Estados Unidos e da Europa, e ao mesmo tempo captar viajantes desses destinos para voar ao Uruguai. "Este acordo nos permitirá seguir melhorando a conectividade da região com o mundo, somando o melhor das companhias", disse Roberto Luiz, gerente do projeto por parte da Pluna, em um comunicado. A TAM voa a 46 destinos no Brasil, oferece sete vôos semanais a Nova York e dois diários a Miami, além de viajar a Madri, Paris, Londres, Milão e Frankfurt. A Pluna, por sua vez, chega a Punta del Este, no Uruguai; Buenos Aires, Córdoba, Rosário e Bariloche, na Argentina; Santiago do Chile; Rio de Janeiro e São Paulo, no Brasil. A partir deste mês, passa a voar também para a capital paraguaia, Assunção. A associação entre o consórcio Leadgate e o Estado uruguaio na Pluna foi alvo de duras críticas nas últimas semanas, depois que a empresa cancelou no final de agosto seu único vôo direto para a Europa. O último vôo da Pluna a Madri, que gerava um prejuízo mensal de 2 milhões de dólares segundo a companhia, decolou em 3 de setembro. O processo de conciliação entre o governo e o Leadgate, que iniciou após a suspensão da rota, ainda não foi concluído. A empresa, que passou às mãos do Leadgate em 2007, reportou perdas de 27 milhões de dólares desde julho do ano passado. O Leadgate é um consórcio integrado por capital alemão, argentino, norte-americano e uruguaio. (Reportagem de Patricia Avila)

REUTERS

03 Outubro 2008 | 22h28

Mais conteúdo sobre:
AEREAS PLUNA TAM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.