TAM retoma liderança do mercado doméstico de aviação em março

A TAM retomou a liderança do mercado doméstico aéreo brasileiro em março, segundo dados divulgados nesta terça-feira pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

REUTERS

20 de abril de 2011 | 15h00

Em fevereiro, a principal concorrente Gol --que também opera a bandeira Varig-- assumiu a primeira colocação pela primeira vez desde sua fundação, há 10 anos.

De acordo com a Anac, em março a TAM obteve 41,84 por cento do mercado doméstico, contra 39,59 por cento em fevereiro e 41,94 por cento um ano antes.

No acumulado do primeiro trimestre, a TAM --em processo de fusão com a chilena LAN-- ficou com 41,81 por cento de market share, ante 42,57 por cento nos três primeiros meses de 2010.

A Gol, por sua vez, fechou março com participação de mercado de 38,83 por cento, abaixo dos 39,77 por cento de fevereiro e dos 41,43 por cento de março de 2010. No trimestre, a participação de mercado da Gol recuou para 38,55 por cento, ante 41,34 por cento na mesma etapa do ano passado.

A Azul manteve a terceira posição entre as maiores companhias aéreas brasileiras: no último mês o seu market share foi de 7,71 por cento, enquanto no trimestre a fatia de mercado ficou em 7,79 por cento.

De acordo com a Anac, o tráfego total de passageiros em voos domésticos cresceu 25,48 por cento em março em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a oferta avançou 16,03 por cento.

"A taxa de ocupação, que foi de 65,08 por cento em março de 2010, passou para 70,38 por cento", informou a Anac em comunicado.

VOOS INTERNACIONAIS

Nos voos internacionais operados por empresas brasileiras, o aumento na demanda foi de 29,58 por cento no mês passado, enquanto a oferta de assentos subiu 15,04 por cento. "A taxa de ocupação saltou de 69,33 por cento, em março de 2010, para 78,09 por cento, em março deste ano."

A TAM ficou com 86,07 por cento de participação, enquanto a Gol teve 12,87 por cento.

No acumulado do trimestre, a TAM teve market share de 85,80 por cento nos voos internacionais e a Gol apresentou participação de 13,07 por cento.

(Por Carolina Marcondes)

Tudo o que sabemos sobre:
AEREASANACMARCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.