TAM revisa estimativas para o mercado doméstico

A TAM Linhas Aéreas divulgou, nesta terça-feira, uma revisão das estimativas de oferta e demanda para o mercado doméstico em 2012 com o objetivo de assegurar a rentabilidade das operações. Após reavaliar o cenário econômico, a empresa prevê que a quantidade de assentos disponíveis em seus voos dentro do Brasil deve continuar estável ou ser reduzida em até 2%, enquanto a demanda deve crescer entre 7% e 9%.

AE, Agencia Estado

17 de abril de 2012 | 19h24

Em janeiro, a companhia anunciou suas estimativas (guidances) para este ano, quando previu oferta doméstica estável ou até 2% maior do que em 2011, com a demanda crescendo entre 8% e 11%. "Porém, ao observar o comportamento do mercado nos últimos meses, a empresa verificou uma elasticidade na demanda em relação ao preço das passagens e por isso considerou necessária a revisão", destaca comunicado enviado à CVM nesta terça-feira.

De acordo com a companhia, as demais estimativas para 2012 foram mantidas, incluindo o plano de frota. A empresa segue com seu planejamento para terminar 2012 com 157 aviões. A redução na oferta de assentos das rotas domésticas será feita com a diminuição na utilização média diária das aeronaves.

A companhia aérea ressalta ainda que a demanda por voos internacionais continua aquecida e que mantém seus planos de ampliar a oferta de assentos nas rotas existentes entre 1% e 3% neste ano.

Tudo o que sabemos sobre:
TAMestimativasmercado doméstico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.