Taxa de desemprego da zona do euro fica em 12,1% em junho

O número de desempregados nos 17 países da zona do euro teve ligeira queda para 19,27 milhões em junho, o primeiro declínio desde abril de 2011

Agência Estado,

31 de julho de 2013 | 07h38

O número de desempregados nos 17 países da zona do euro caiu ligeiramente para 19,27 milhões em junho, de 19,29 milhões em maio, o primeiro declínio - ainda que modesto - desde abril de 2011.

Entretanto, a queda não foi suficiente para mudar a taxa de desemprego total da zona do euro, que se manteve firme em 12,1% - a mais alta já registrada - pelo quarto mês consecutivo, segundo o Eurostat, agência de estatísticas oficial da União Europeia.

Já a taxa de desemprego da União Europeia caiu em junho pela primeira vez em quase dois anos e meio, um sinal de que a longa deterioração do mercado de trabalho do bloco pode estar chegando ao fim à medida em que a economia se estabiliza.

O Eurostat disse nesta quarta-feira que 10,9% da força de trabalho nos 27 países que formavam a UE estava desempregada em junho, ante 11,0% em maio. Essa é a primeira queda na taxa de desemprego desde janeiro de 2011.

Itália

A taxa de desemprego da Itália caiu ligeiramente para 12,1% em junho, de 12,2% em maio. A taxa de desemprego entre os jovens com idades entre 15 e 24 anos - considerada como uma questão prioritária pelo governo de coalizão liderado pelo primeiro-ministro Enrico Letta - subiu para 39,1%, alta de 0,8 ponto porcentual ante o mês anterior e 4,6 pontos a mais do que no mesmo mês do ano passado, disse o Istat.

O governo anunciou recentemente um plano de 2,5 bilhões de euros para aumentar empregos para jovens adultos. Os jovens que estão entrando no mercado de trabalho estão lutando para encontrar empregos, enquanto os trabalhadores mais velhos estão mantendo seus postos de trabalho por mais tempo devido às rígidas regras de pensão.

O número oficial de desempregados na Itália atingiu 3,89 milhões em junho, uma queda de 1% ante maio, de acordo com o Istat. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
europadesemprego

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.