Taxa de desemprego sobe a 7,2% em janeiro

Resultado veio melhor do que o esperado; renda média subiu 1,1% no período

Jacqueline Farid, da Agência Estado ,

25 de fevereiro de 2010 | 10h18

A taxa de desemprego apurada pelo IBGE nas seis principais regiões metropolitanas do País ficou em 7,2% em janeiro, ante 6,8% em dezembro, segundo divulgou há pouco o instituto. É a menor taxa para meses de janeiro na série histórica do instituto, iniciada em 2003 O resultado ficou abaixo do piso das estimativas dos analistas ouvidos pelo AE Projeções, que iam de 7,3% a 8%, com mediana de 7,60%.

O rendimento médio real dos trabalhadores registrou variação positiva de 1,1% em janeiro ante dezembro, mas caiu 0,4% na comparação com janeiro do ano passado.

 

A massa rendimento médio real efetivo da população ocupada nas seis principais regiões metropolitanas do País aumentou 16,7% em dezembro de 2009 ante novembro do mesmo ano, segundo divulgou há pouco o IBGE. Esse dado sempre se refere ao mês anterior ao da pesquisa mensal de emprego do instituto.

 

Na comparação com dezembro de 2008, a massa de renda efetiva teve aumento de 1,7%. Já a massa de renda real habitual ficou estável em janeiro ante dezembro de 2009 e registrou alta de 2,1% ante janeiro de 2009.

 

O número de ocupados nas seis regiões metropolitanas pesquisadas ficou em 21,6 milhões em janeiro, com queda de 1,0% ante dezembro de 2009, mas aumento de 2,1% na comparação com janeiro de 2009. Já o número de desocupados (sem trabalho e procurando emprego) totalizou 1,69 milhão, com aumento de 6,0% ante dezembro e queda de 10,7% ante janeiro do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
IBGEtaxa de desempregotrabalho formal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.