TCU adia decisão sobre inclusão de CEO da Petrobras em processo sobre Pasadena

Tribunal adiou mais uma vez a decisão sobre inclusão ou não de Graça Foster no processo que investiga compra de Pasadena

REUTERS

27 de agosto de 2014 | 16h37

O Tribunal de Contas da União (TCU) adiou nesta quarta-feira mais uma vez a decisão sobre a inclusão ou não da presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster, no processo que investiga irregularidades na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela estatal brasileira.

A decisão foi adiada após pedido de vistas do ministro Aroldo Cedraz.

No momento em que Cedraz pediu vistas, cinco ministros tinham votado pela inclusão da executiva no processo, mas sem o bloqueio de seus bens, enquanto outros dois tinham votado contra a inclusão.

(Por Leonardo Goy)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAPETROBRASTCU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.