Tecnisa planeja lançar mais 4 torres em minibairro

O diretor-presidente da Tecnisa, Meyer Nigri, afirmou que mais quatro torres residenciais serão lançadas em cerca de um mês no Jardim das Perdizes, minibairro que está sendo construído pela companhia em parceria com a PDG Realty na zona oeste de São Paulo. Segundo ele, o valor geral de vendas (VGV) deve ficar próximo ao dos quatro prédios lançados na primeira fase do empreendimento, que chegou a aproximadamente R$ 800 milhões.

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

16 de abril de 2013 | 13h42

O Jardim das Perdizes entrará em sua terceira fase de lançamentos, totalizando dez prédios residenciais lançados. A primeira fase teve quatro torres colocadas à venda no início do ano. A segunda fase teve mais duas, neste mês de abril.

Já os empreendimentos comerciais no minibairro não estão no radar da Tecnisa para os próximos meses. "Os lançamentos comerciais não devem sair neste ano", afirmou Meyer nesta terça-feira, 16, em entrevista após evento para anúncio da criação da Associação Brasileira das Incorporadoras (Abrainc).

O executivo afirmou que o mercado imobiliário nos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro seguem firmes, com boas condições de demanda, enquanto em outras cidades, como Manaus, Salvador, Brasília e Vitória, a situação não é positiva. "Esses mercados são pequenos. Quando entram duas ou três incorporadoras de grande porte, eles não comportam".

O executivo também estimou que o preço dos imóveis residenciais no País deve subir, em média, no mesmo ritmo da inflação ao longo dos próximos dois anos. Em seguida, devem retomar trajetória de alta, estimou, lembrando que os custos de construção e dos terrenos continuam subindo.

Tudo o que sabemos sobre:
TecnisaJardim das Perdizeslançamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.