Divulgação/TecToy
Divulgação/TecToy

TecToy fecha fábrica e São Paulo dois anos após a inauguração

Segundo sindicato, cerca de 200 trabalhadores foram demitidos; empresa ficou famosa nos anos 90 ao fabricar os brinquedos Pense Bem, Atari e Estrelinha mágica

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

03 de maio de 2022 | 19h19

Maior fabricante brasileira de brinquedos eletrônicos no início dos anos 90, a TecToy decidiu fechar sua fábrica em Cotia, na Grande São Paulo e demitiu mais de 200 funcionários da fábrica em Cotia, na Grande São Paulo, pouco mais de dois anos após sua inauguração. A empresa que teve entre seus produtos mais vendidos o jogo Pense Bem, o videogame Atari e a Estrelinha Mágica. A fábrica sede do grupo fica em Manaus (AM).

Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Osasco e Região, os trabalhadores foram demitidos na tarde de segunda-feira, 2, mas a entidade só foi comunicada do fato no dia seguinte pelos próprios funcionários. “A empresa se nega a negociar”, afirma o presidente do sindicato, Gilberto Almazan, que não conseguiu contatar os dirigentes da empresa.

Ele diz que acionou a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Estado de São Paulo para acompanhar o tema. 

Os demitidos afirmaram ao sindicato que a empresa alegou falta de semicondutores para a produção de maquininhas de cartões e outros itens eletroeletrônicos.

Reestruturação societária

Em nota divulgada na quarta-feira, 4, o presidente da TecToy, Valdeni Rodrigues, informa que a unidade de São Paulo será fechada e que erá mantida apenas a fábrica de Manaus, inagurada no fim dos anos 80.

"Os últimos anos foram desafiadores e a Tec Toy S.A., buscando constante evolução e melhoria para aqueles que de alguma forma se relacionam com a empresa, definiu recentemente sua reestruturação societária e manutenção exclusiva da unidade fabril de Manaus, encerrando assim, as atividades fabris no Estado de São Paulo" diz a nota assinada por Rodrigues.

A nota sege ainda afirmando que, "em atenção a necessidade de proteção de dados, respeito e preservação dos nossos colaboradores, a Tec Toy informa que não comenta providências e procedimentos internos".

Criada em 1987, a  TecToy dois anos depois já era a segunda maior fabricante de brinquedos eletrônicos no País, passando a ser líder em 1992.

O grupo passou por vários problemas a partir do ano 2000, com o aumento da concorrência em sua área de atuação, e buscou várias alternativas de produtos para reconquistar mercado, entrando em vários outros segmentos. 

Desde 2019, quando foi adquirida por um grupo de investidores, tenta se reerguer, mas a pandemia e agora o conflito entre Rússia e Ucrânia vêm atrapalhando seus projetos, especialmente com a escassez de itens importados, como os chips.

 

Tudo o que sabemos sobre:
TectoyindústriaCotia [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.