Telecom Italia nega fusão de TIM Brasil e GVT

O presidente-executivo da Telecom Italia, Marco Patuano, voltou a destacar nesta sexta-feira, 7, que a TIM Brasil e a GVT têm características complementares que favorecem a união entre as duas empresas. Apesar disso, o executivo disse em teleconferência que atualmente não há conversas sobre eventual fusão das duas operadoras.

FERNANDO NAKAGAWA, CO, Agencia Estado

07 de março de 2014 | 10h48

"O que é claro para nós no Brasil é que a TIM tem um ativo celular muito e a GVT tem outro ativo muito bom em fixo. A possibilidade de união e criação de sinergia está aí. Mas não estamos trabalhando nisso neste momento", disse ao ser questionado por analista sobre a possibilidade de fusão da TIM Brasil com a GVT, subsidiária da francesa Vivendi. "Não há nenhuma conversa sobre qualquer potencial negócio no Brasil", afirmou. Patuano, porém, não negou a possibilidade de união das duas companhias.

Segundo o executivo, o atual foco no Brasil é melhorar a qualidade dos serviços. "Nossa prioridade é investir pesadamente na nossa rede celular. Rodrigo Abreu (presidente da TIM Brasil) tem feito um trabalho fantástico, mas ainda não estamos satisfeitos com a qualidade no serviço de dados. Assumimos que teremos uma posição muito melhor ainda este ano", disse, ao comentar que o investimento da empresa cresceu em 2013 e deve permanecer no mesmo patamar em 2014.

Outro foco da companhia são os leilões de novas faixas de transmissão para o serviço de telefonia celular 4G. "Também estamos muito interessados nos leilões de espectro. É nisso que estamos comprometidos no Brasil", disse Patuano.

O principal executivo da Telecom Italia lembrou que a TIM Brasil já investiu em telefonia fixa no passado. Agora, porém, o foco é telefonia móvel. "Hoje, investimos menos no serviço fixo e nos concentramos no lado móvel. Isso não quer dizer que não vamos explorar o serviço fixo. O que acontece é que, até agora, não estamos caminhando para o consumo massivo, em escala, de telefonia fixa", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Telecom italiaTIM BrasilGVT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.