Telefónica quer dobrar alcance de fibra ótica no Brasil

A expansão da rede de fibra ótica é uma das prioridades da Telefónica no Brasil em 2014. Segundo o diretor de operações do grupo espanhol, José María Álvarez-Pallete, a intenção é dobrar o alcance do serviço de internet via fibra ótica no Brasil e na Espanha ainda este ano. Com a meta, a operadora quer que sua rede chegue à porta de 10 milhões de residências nos dois países.

FERNANDO NAKAGAWA, CORRESPONDENTE, Agencia Estado

27 de fevereiro de 2014 | 08h53

"Vamos continuar investindo para aumentar nossa capacidade de tráfego da rede", disse Álvarez-Pallete em teleconferência com jornalistas nesta quinta-feira, 27. Atualmente, o serviço Vivo Fibra está disponível para 1,4 milhão de residências, especialmente em São Paulo. A intenção é dobrar o número de casas nos próximos meses. "Assim, alcançaremos 25% da população em São Paulo", disse o executivo.

O presidente da Telefónica América Latina, Santiago Fernández Valbuena, diz que a aposta nos serviços da chamada internet ultra rápida - com velocidades que podem chegar até a 200 Mbps atualmente - faz parte dos planos de longo prazo da companhia e que essa migração dos serviços "será um movimento lento". "Ao colocar à disposição nosso serviço e o atendimento ao cliente, a fibra aparece como a melhor opção. Em termos de resultado, o melhor ainda está por vir com relação à fibra", disse o executivo durante a teleconferência.

A Telefónica concentra o investimento em fibra ótica no Brasil e Espanha; em outros mercados latino-americanos e europeus esse serviço ainda é incipiente ou inexiste.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.