Tempo para aprovação de novo ajuste pela Grécia está passando, diz UE

País tem estado sob pressão da UE e do FMI, que aprovaram um pacote de socorro de € 110 bilhões no ano passado para que governo grego adote novas medidas de austeridade

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

27 de maio de 2011 | 17h11

A Comissão Europeia alertou a Grécia que o "tempo está passando" para a aprovação de um novo programa de austeridade, depois que líderes políticos do país não conseguiram chegar a um acordo nesta sexta-feira sobre novas medidas para evitar outro colapso da dívida grega.

O braço executivo da União Europeia "lamenta o fracasso dos líderes partidários da Grécia para alcançar um consenso sobre o ajuste econômico para superar a atual crise da dívida", disse o comissário europeu para Relações Econômicas e Monetárias, Olli Rehn.

"Nós esperamos que os esforços na direção de um acordo entre os partidos para apoiar um programa de ajuste do Fundo Monetário Internacional (FMI) e da União Europeia continuarão. Um acordo tem de ser fechado em breve. O tempo está passando", destacou Rehn num comunicado.

A Grécia tem estado sob pressão da UE e do FMI, que aprovaram um pacote de socorro de € 110 bilhões no ano passado para o país, para que adote novas medidas de austeridade e venda ativos estatais.

Mas as conversações entre o governo socialista e a oposição, convocadas pelo presidente da Grécia, Carolos Papoulias, terminaram hoje sem um acordo. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.