Testes da Petrobras em Sergipe começam até fim de 2015

O diretor de Exploração e Produção da Petrobras, José Miranda Formigli, afirmou nesta quarta-feira, 30, que a empresa dará início aos testes de longa duração (TLD) na Bacia Sergipe-Alagoas até o final de 2015. A expectativa do diretor é de que a produção tenha início até 2018, com produção inicial de 100 mil barris.

ANTONIO PITA E MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

30 de outubro de 2013 | 13h48

"Já estamos modelando o sistema, mas o TLD calibra o sistema definitivamente. Estamos trabalhando para ter uma unidade de 100 mil para 2018. Isso está firme e forte com os resultados que temos", afirmou Formigli, após sua palestra na OTC Brasil, no Rio de Janeiro.

O diretor afirmou ainda que a realização dos testes permitirá obter informações mais precisas sobre as condições reais da área, com o objetivo de definir os locais de perfuração. "Lógica não é apenas a de melhor prospectividade. O TLD está muito atrelado ao que ele traz de informação para gente, não apenas do reservatório mas sobre toda a área", pontuou.

Cessão

Formigli também esclareceu que a Petrobras ainda não definiu datas para declaração de comercialidade da Cessão Onerosa. Segundo ele, por contrato, a empresa deve indicar à Agência Nacional do Petróleo (ANP), Gás Natural e Biocombustíveis e ministérios da Fazenda e de Minas e Energia o andamento da exploração.

"Dentro de um determinado período temos que avisar que estamos tendo bons resultados e que a gente tem a intenção de declarar comercialidade. Isso não quer dizer que tem uma data marcada, mas que a intenção existe", ressaltou o diretor. Segundo ele, ainda não houve conversas com o governo sobre o tema. "O que posso dizer é que os resultados são muito bons."

Tudo o que sabemos sobre:
PetrobrasBacia Sergipe-Alagoastestes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.