Thyssen quer que mudança em contrato seja temporária

A siderúrgica alemã ThyssenKrupp disse hoje que ainda espera que a mudança do tempo de vigência dos contratos de fornecimento de matérias-primas, de anual para trimestral, seja apenas temporária. O grupo acrescentou que deve repassar o forte aumento dos preços do minério de ferro para seus clientes. A ThyssenKrupp está em negociações com as mineradoras sobre o retorno aos acordos de fornecimento de prazo mais longo, após a companhia anunciar ontem que "teve de aceitar" um reajuste em torno de 100% do minério de ferro com uma grande mineradora, bem como o encurtamento do tempo de vigência do contrato de oferta para um trimestre.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

23 de abril de 2010 | 12h54

O porta-voz da unidade de aço do grupo na Europa, Erwin Schneider, disse que a siderúrgica continua esperando que a mudança da duração dos contratos seja temporária. A produtora de minério de ferro sueca LKAB disse nesta semana que vai adotar o sistema trimestral nos dois primeiros trimestres deste ano, mas estuda o retorno aos contratos mais longos.

Sobre o repasse dos aumentos de preços do minério aos clientes, Schneider disse que isso ocorrerá "o quanto for possível". A capacidade da companhia de fazer isso "ainda precisa ser vista", disse ele, acrescentando que as conversas com os clientes estão começando. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
siderurgiaThyssenKruppcontratos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.