Divulgação/Thyssenkrupp
Divulgação/Thyssenkrupp

Thyssenkrupp vai instalar usina de hidrogênio verde para a Shell na Holanda

 O projeto  chamado "Hydrogen Holland I" pretende produzir hidrogênio verde para a indústria e o setor dos transportes

Luciana Collet, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2022 | 17h32

A Shell assinou um contrato com a Thyssenkrupp para desenvolver e instalar uma usina de hidrogênio verde de 200 megawatts (MW) no porto de Roterdã, na Holanda. A fornecedora informou que a usina será construída com base em seu módulo de eletrólise de água alcalina de 20 MW de larga escala e que o trabalho de construção dos eletrolisadores deve ainda neste semestre. O início das operações da usina está previsto para 2024.

 "Estamos ansiosos para apoiar a construção de um importante hub de hidrogênio na Europa Central e contribuir para a transição da Europa para a energia verde", declarou o chefe de hidrogênio verde da Thyssenkrupp, Christoph Noeres.

 O projeto  chamado "Hydrogen Holland I" pretende produzir hidrogênio verde para a indústria e o setor dos transportes. Toda a eletricidade será proveniente do parque eólico offshore Hollandse Kust (Noord). O hidrogênio poderá ser transportado por meio de um duto com cerca de 40 quilômetros de extensão que vai da usina até o Parque de Energia e Produtos Químicos da Shell em Roterdã.

O hidrgênio é um combustível apontado como uma das soluções para reduzir impacto no meio ambiente que leva às mudanças climáticas. No entanto, o processo de produção é caro. Por isso, empresas e governos buscam soluções para reduzir o custo e adotar em mais frentes o uso desse combustível limpo.

Tudo o que sabemos sobre:
ThyssenkruppShellhidrogênio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.