ThyssenKrupp vê crescimento de vendas na China no ritmo atual, diz CEO

O presidente-executivo da ThyssenKrupp, Heinrich Hiesinger, estima que o grupo industrial alemão irá ver taxas de crescimento constantes na China nos próximos anos.

REUTERS

02 de julho de 2014 | 12h48

"Na média, crescemos 15 por cento ao ano na China nos últimos anos", disse ele em teleconferência com jornalistas nesta quarta-feira, um dia antes da abertura de uma nova fábrica de chassis de 100 milhões de euros (136 milhões de dólares) em Xangai.

"E nós não temos nenhuma indicação de que isso vai mudar."

A ThyssenKrupp gerou receitas de 2,2 bilhões de euros na China em seu último ano financeiro, principalmente com a venda de elevadores e peças de carros. Isso se compara com vendas do grupo de 38,6 bilhões.

(Por Tom Kaeckenhoff)

Tudo o que sabemos sobre:
EMPRESASTHYSSENKRUPPCHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.