Totvs fecha acordo com IBM para comércio de softwares

A Totvs anunciou hoje nova aliança com a IBM, empresa com a qual já possui parceria há mais de dez anos. O novo acordo global é direcionado à venda de software de gestão corporativa (ERP) para pequenas e médias empresas em regiões com economia em crescimento. O foco inicial será Brasil, Argentina, Chile e Colômbia. Esses países foram escolhidos também pelo fato de o ERP "já estar preparado e adaptado" em língua espanhola para esses mercados, "seguindo as regras e especificações locais", como explica em nota o presidente da Totvs, Laércio Cosentino.

AE, Agencia Estado

16 de dezembro de 2010 | 11h33

De acordo com a companhia, o acordo contempla ofertas destinadas a todas as linhas de ERP Totvs, com foco nas tecnologias de "cloud computing" (referente ao acesso e armazenamento remoto de dados) e business analytics (para avaliação e planejamento), da IBM. No caso de Argentina, Chile e Colômbia, a aliança se iniciará com a oferta de ERP via cloud computing no modelo de serviço, com uma oferta complementar de business analytics.

As empresas dizem que, na oferta de cloud computing, a IBM se posiciona como fornecedor de infraestrutura e hosting para suportar a plataforma ERP da Totvs. Já em business analytics, a linha de software IBM Cognos complementa a plataforma de negócio para os produtos da Totvs.

"A Totvs tem como estratégia de crescimento internacionalizar cada vez mais o seu negócio e continuar a oferecer aos seus clientes produtos e serviços que atendam a sua demanda por tecnologia. Tanto a solução de ERP da Totvs em cloud computing, quanto à de business analytics da IBM foram customizadas, visando a complementar o nosso portfólio e contribuir para o alcance desses objetivos", acrescenta Cosentino na nota.

Já a IBM afirma, por meio do comunicado, que o novo acordo proporcionará o fortalecimento de sua estratégia de expansão geográfica em países emergentes, que têm foco especialmente no segmento de pequenas e médias empresas.

As empresas citam dados da consultoria IDC, segundo os quais o mercado de ERP para o segmento de pequenas e médias empresas em países emergentes é da ordem de US$ 1,8 bilhão, com previsão de crescimento de 9,4% até 2013. E também dizem que, de acordo com especialistas, a próxima demanda de tecnologia da informação (TI) será o mercado de business Intelligence (processo de coleta, organização, análise, partilha e monitoramento de informações para dar suporte à gestão de negócios), que para pequenas e médias no Brasil está avaliado em US$ 88,4 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.