Toyota corta produção no Japão pela 1ª vez em 11 meses em setembro

Segundo a montadora, a redução da produção foi resultado do declínio das vendas e das exportações

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

25 de outubro de 2010 | 09h26

A Toyota Motor afirmou que cortou sua produção no Japão pela primeira vez em 11 meses em setembro, enquanto todos os seus competidores ampliaram a fabricação de veículos. Segundo a montadora, a redução da produção foi resultado do declínio das vendas e das exportações.

A maior montadora do Japão produziu 305.853 veículos no Japão no mês passado, marcando uma queda de 1,4% em relação ao volume fabricado no mesmo período do ano passado. Em comparação, a Honda Motor e a Nissan Motor aumentaram sua produção em dois dígitos em termos porcentuais.

A Toyota, que anunciou na semana passada planos para iniciar a produção de seu híbrido Prius na Tailândia e um recall de 1,5 milhão de veículos, reportou que suas vendas diminuíram 6,3% em setembro, enquanto as exportações recuaram 11%.

A queda das vendas é consistente com os dados divulgados no início deste mês que mostraram que as vendas totais de veículos no Japão recuaram 4,1% em setembro, na comparação com o mesmo período do ano passado, depois que o governo japonês encerrou seu programa de subsídios para carros eficientes no consumo de combustível.

O programa deu suporte ao crescimento das vendas de automóveis domésticos desde que foi introduzido em junho de 2009, oferecendo incentivos para o descarte de carros velhos em favor de novos modelos movidos a gás.

No entanto, o ritmo da Toyota diverge de outras fabricantes de automóveis japoneses nos mercados estrangeiros. Apoiadas pela forte demanda da China e de outros países asiáticos, as exportações da montadora japonesa cresceram 14,4% em setembro, em bases anuais, de acordo com dados divulgados pelo governo. As vendas nos EUA cresceram 28,5% no mesmo período, elevando as esperanças de uma pequena elevação das compras nos últimos três meses do ano.

As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
Toyotaindústriaautomóveisprodução

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.