Toyota reduz produção nos EUA após série de recalls

Paralisação ocorrerá em duas fábricas da montadora japonesa no país durante duas semanas

Reuters,

16 de fevereiro de 2010 | 14h41

A montadora japonesa Toyota Motor decidiu cancelar sua produção em duas fábricas por duas semanas, em antecipação a uma queda nas vendas após seus recalls por falhas mecânicas, afirmou um porta-voz da empresa nesta terça-feira, 16.

 

A maior fabricante de automóveis do mundo planeja interromper suas operações na fábrica do Estado norte-americano de Kentucky por um dia em fevereiro e vários em março, segundo o porta-voz da unidade Toyota Motor Engineering&Manufacturing North America, Mike Goss.

 

Já na fábrica do Texas, a produção será interrompida entre os dias 15 e 19 de março e 12 e 16 de abril, afirmou Goss, que acrescentou que, nesses dias, haverá a instalação previamente planejada de equipamentos.

 

O porta-voz disse que os trabalhadores terão a opção escolher entre atividade de capacitação e treinamento, trabalhos de aperfeiçoamento da fábrica ou tirar folgas no dias livres sem remuneração.

 

O jornal japonês Chunichi Shimbun publicou nesta terça-feira que a suspensão da produção nas fábricas de Kentucky e Texas se deve às menores vendas dos modelos Camry, Avalon, Tundra e outros, retirados das lojas por falhas nos pedais.

 

A Toyota enfrenta uma redução nas vendas nos Estados Unidos, seu maior e normalmente o mais rentável mercado, depois da retirada de mais de 8,5 milhões de veículo no mundo todo por três defeitos diferentes desde o fim de 2009.

 

(Por Chang-Ran Kim e Nathan Layne)

Tudo o que sabemos sobre:
recall, Toyota, produção, veículos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.