Trabalhadores suspendem greve do Estádio do Mineirão

Categoria aceitou aumento de 4% e outros benefícios; paralisação havia começado na última quarta-feira

João Paulo Carvalho, do Estadao.com.br,

20 de junho de 2011 | 10h19

Funcionários que trabalham na reforma do Mineirão se reuniram em uma assembleia na manhã desta segunda-feira, 20, e decidiram suspender a greve nas obras do estádio. A categoria aceitou aumento de 4% sobre o salário e fechou acordo com a Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa). A paralisação havia começado na quarta-feira, 15.

O acordo prevê reajuste salarial de 4%, de forma linear para todos empregados; apresentação de um plano de saúde para os trabalhadores até o final de junho; pagamento de adicional de hora extra de 100%; fornecimento de cesta básica ou cartão alimentação no valor de R$ 60 a partir do dia 10 de julho; pagamento como participação nos lucros proporcional ao tempo de serviço na obra e estabilidade de trabalho para os operários que fazem parte da comissão de representantes dos empregados.

A proposta foi apresentada em audiência no Tribunal Regional do Trabalho, na noite da última sexta-feira, 17, entre a Minas Arena e os representantes do Sindicato dos Trabalhadores.

Tudo o que sabemos sobre:
greveMineirãoacordotrabalhadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.