Trabalhamos com possibilidade de cumprir meta cheia em 2010, diz Altamir

De acordo com o chefe do Departamento Econômico do Banco Central, o resultado verificado no ano até setembro, de 2,96% do PIB, já está próximo ao objetivo

Célia Froufe e Fernando Nakagaw, da Agência Estado,

29 de outubro de 2010 | 12h34

O chefe do Departamento Econômico do Banco Central, Altamir Lopes, afirmou há pouco que a autoridade monetária trabalha com a possibilidade de cumprir a meta cheia para o superávit primário, de 3,3% do PIB em 2010. De acordo com ele, o resultado verificado no ano até setembro, de 2,96% do PIB, já está próximo ao objetivo. "Do ponto de vista fiscal, estamos trabalhando com a possibilidade de cumprimento da meta. O resultado até setembro abre boa possibilidade de cumprir meta cheia do governo", considerou.

O chefe do departamento salientou que, nos meses de novembro e dezembro, a sazonalidade não é "muito boa" para as contas públicas. Ele destacou, no entanto, que o conjunto de receitas hoje é mais favorável do que o verificado no mesmo período do ano passado. "Dois pontos hoje são favoráveis para cumprir a meta: em 2009, a geração de receitas era menor e as despesas correntes ex-eleições, normais", pontuou.

Altamir ressaltou o impacto da eleição porque, em anos de pleito, os gastos costumam se acelerar mais no início do ano, por conta da Lei Responsabilidade Fiscal (LRF). "Dentro dessa perspectiva, trabalhamos com possibilidade de cumprir meta", reforçou. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.