Tráfego aéreo de passageiros cai 9,3% em março, diz Iata

Tráfego volta a cair após retração de 9,6% em fevereiro e associação diz que dados ainda não atingiram piso

Marcílio Souza, da Agência Estado,

18 de maio de 2009 | 10h34

O tráfego aéreo mundial de passageiros caiu 9,3% em março em comparação com igual mês do ano passado, depois do declínio de 9,6% registrado em fevereiro, informou a Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês). "Não há nenhuma indicação nos dados de que o declínio das viagens tenha atingido um piso", afirmou a associação.

 

Veja também:

especialAs medidas do Brasil contra a crise

especialAs medidas do emprego

especialDe olho nos sintomas da crise econômica 

especialDicionário da crise 

especialLições de 29

especialComo o mundo reage à crise

 

O tráfego na classe econômica caiu 8,2% em março, após recuar 8,3% em fevereiro; nas classes prêmio, a diminuição foi de 19,2% em março e de 21,1% em fevereiro. A Iata disse que as receitas serão fortemente pressionadas pela queda mais rápida dos preços das passagens prêmio em relação aos da classe econômica, resultado do declínio das taxas de ocupação.

 

A associação estima que no primeiro trimestre deste ano a receita obtida de passageiros voando nas classes prêmio nos mercados internacionais tenha caído entre 35% e 40%.

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeiraaviação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.