Tráfego em rodovias cresce 12,7%, diz Invepar

A Invepar registrou em março deste ano um crescimento de 12,7% no tráfego consolidado de veículos equivalentes pagantes (VEP) em suas rodovias, na comparação com mesma etapa do ano passado, atingindo um total de aproximadamente 20 milhões de VEPs, informou a companhia. Conforme a empresa, o aumento foi influenciado principalmente pelo início da prestação de serviços da Vía Parque Rímac, via urbana na região metropolitana de Lima, no Peru, e da Concessionária Rota do Atlântico, em Pernambuco.

LUCIANA COLLET, Agencia Estado

22 de abril de 2014 | 16h40

No segmento de aeroportos, a Invepar contabilizou no mês passado um movimento de aproximadamente 3 milhões de passageiros no aeroporto Internacional de São Paulo (GRU Airport), volume que corresponde a um crescimento de 10,4% em comparação a março do ano passado. No período, houve 24,8 mil movimentos de aeronaves, alta de 4,6% em relação ante o mesmo período do ano anterior.

"Este crescimento foi impulsionado principalmente pela demanda de voos domésticos, em decorrência das estratégias das companhias aéreas de concentrar tráfego em GRU, consolidando a sua posição como um importante hub no Brasil", declarou a Invepar em nota, numa referência à TAM, que tem concentrado sua atuação no aeroporto de Guarulhos e tem como plano tornar essa operação não só um centro de conexões da TAM no País, como também num hub do Grupo Latam na América do Sul, especialmente para voos à Europa.

Ainda na operação de aeroportos, a Invepar informou que nas operações de carga houve uma redução de 5,8% no montante movimentado, por causa do cenário macroeconômico.

Na área de mobilidade urbana, o número de passageiros transportados no MetrôRio em março de 2014 foi de 18,5 milhões, crescimento de 22% em relação ao mesmo mês de 2013. Segundo a empresa, o crescimento está relacionado principalmente à maior oferta de lugares com a operação dos 19 novos trens em pleno funcionamento desde março de 2013, à reabertura da Estação General Osório - fechada provisoriamente para as obras na Linha 4 e reaberta em dezembro passado -, além das mudanças de acesso ao centro do Rio de Janeiro, em função das obras na região.

Tudo o que sabemos sobre:
Invepartráfegorodovias

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.