Trigo: exportações argentinas sobem 69% em agosto

São Paulo, 20 - O esforço da Argentina para vender trigo para mercados não tradicionais está funcionando. De acordo com os dados da Secretaria da Agricultura, o país exportou 643.669 t de trigo em agosto, aumento de 69% sobre as 380.410 t embarcadas no mesmo mês em 2003. O crescimento se deu principalmente para novos destinos, ocupando um espaço deixado por outros fornecedores que por problemas climáticos tiveram quebra na safra. O baixo preço da commodity argentina foi outro fator que estimulou o aumento das vendas. Já o Brasil, maior comprador da Argentina, diminuiu em 12,8% no mês para 320.553 t, ante 367.729 em agosto de 2003. A safra brasileira de trigo aumentou neste ano, reduzindo a demanda pelo produto. Por outro lado, os argentinos compensaram as perdas com vendas para países como o Egito, Quênia, Moçambique, Sri Lanka e África do Sul. No mês, o país vendeu o trigo para 10 países, contra apenas 2 no mesmo mês em 2003. O segundo maior comprador foi a África do Sul, com 93.090 t. O Quênia, terceiro no ranking, comprou 81.020 t. Os dois países não realizaram compras no ano anterior. A Argentina produziu 12,5 milhões de t em 2003/04, ante 12,3 milhões no ano safra anterior. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) projeta as exportações argentinas de trigo em 2003/04 em 8 milhões de t. Em 2004/05, o departamento estima que as vendas deverão atingir 8,5 milhões de t. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.