Triunfo diz ter interesse na concessão do Galeão

O presidente da Triunfo Participações e Investimento, Carlo Bottarelli, disse que tem interesse na concessão do aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, mas que a prioridade da empresa é disputar a rodovia federal BR-040, que passa por Goiás, pelo Distrito Federal e por Minas Gerais. Os primeiros números da taxa de retorno desse empreendimento, no entanto, ''não são bons'', disse Bottarelli, ressaltando, ao mesmo tempo, que guarda o edital para conferir as condições. Segundo ele, uma taxa de retorno em torno de 5,5% inviabilizaria o investimento na BR-040.

WLADIMIR D'ANDRADE, Agencia Estado

19 de dezembro de 2012 | 15h01

Durante um almoço com a imprensa, nesta quarta-feira, ao falar sobre

O pacote para aeroportos que o governo deve anunciar na quinta-feira (20), Bottarelli disse que a Triunfo não tem interesse em investir em terminais regionais. "É muito varejo e esse negócio fica exposto ao mercado", comentou. No caso do aeroporto do Galeão, a decisão de investir na concessão vai depender da taxa de retorno e das condições de financiamento oferecidas para o empreendimento.

Para a Triunfo, o Galeão interessa porque o aeroporto será o destino final do Trem de Alta Velocidade (TAV), que ligará as cidades de São Paulo, Campinas e Rio, e justamente porque a empresa já administra o Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP). "Se a estação inicial do TAV fica em Viracopos, faz todo sentido termos a outra ponta para oferecer o serviço completo. Então, o Galeão é de grande interesse da Triunfo".

Tudo o que sabemos sobre:
Triunfotransportes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.