UBS tem prejuízo de US$ 552,9 milhões no terceiro trimestre

Resultado do banco suíço sofreu grande impacto em encargos relacionados à venda do Banco Pactual no Brasil

Hélio Barboza, da Agência Estado,

03 de novembro de 2009 | 09h19

O banco suíço UBS registrou prejuízo líquido no terceiro trimestre, atribuído a três grandes encargos e em meio a novas saídas de ativos de clientes. A instituição alertou que essas saídas vão continuar nos próximos meses, ao mesmo tempo em que a receita será afetada pelas baixas taxas de juros, ainda que os negócios subjacentes estejam melhorando.

 

Um dos bancos mais atingidos pela crise financeira, o UBS informou ter registrado um prejuízo líquido de 564 milhões de francos suíços (US$ 552,9 milhões) no terceiro trimestre, contra um lucro líquido de 283 milhões de francos suíços um ano antes. Além de perdas de crédito de 1,44 bilhão de francos suíços, o resultado do banco sofreu o impacto de 409 milhões de francos suíços em encargos relacionados à venda do Banco Pactual no Brasil e de 305 milhões de francos suíços relacionados a uma emissão de notas conversíveis compradas pelo governo da Suíça.

 

O executivo-chefe do banco, Oswald Gruebel, foi cautelosamente otimista ao falar das perspectivas do banco no próximo ano. "Tendo estabilizado a situação financeira do banco e redimensionado a empresa, eu espero ver mais progresso nos futuros trimestres, particularmente em 2010", afirmou. "Contudo, esse progresso vai depender do mercado e de outros fatores."

 

Gruebel disse ainda que um acordo recente fechado pelo banco com as autoridades tributárias dos EUA está tendo um impacto "profundo" nos esforços do UBS para restaurar a confiança e sobre o moral de seus funcionários. Mas o banco advertiu que não vê uma recuperação imediata nos fluxos líquidos de dinheiro novo dos clientes e acrescentou que o "impacto das baixas taxas de juros sobre o lucro líquido de juros continua a restringir as receitas". O banco também espera outro encargo de seu crédito próprio no quarto trimestre, como resultado de mais uma redução de seus spreads.

 

O lucro operacional aumentou 4% em bases anuais, passando de 5,54 bilhões de francos suíços no terceiro trimestre de 2008 para 5,77 bilhões de francos suíços no mesmo período deste ano. Esse resultado foi puxado por uma melhora nas operações de renda fixa, que pela primeira vez em nove trimestres deram uma contribuição positiva para o resultado do banco. O UBS continuou a perder ativos de clientes durante o trimestre. A saída líquida de dinheiro novo somou 36,7 bilhões de francos suíços, registrada tanto no private bank como na administração de ativos. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
UBSPactualbalançotrimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.