UE confirma socorro de € 12 bi para a Grécia

Aprovação das medidas de austeridade pelo Parlamento grego garantiu o quinto pagamento do programa de ajuda de € 110 bilhões oferecido ao país no ano passado

Danielle Chaves, Agência Estado

30 de junho de 2011 | 12h05

A aprovação das medidas de austeridade fiscal pelo Parlamento da Grécia significa que agora existem condições para fazer o quinto pagamento do programa de ajuda de 110 bilhões de euros oferecido ao país no ano passado, afirmou a União Europeia. Em um comunicado conjunto, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, e o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy, disseram que saúdam fortemente a aprovação das medidas pelo Parlamento e a chamaram de um "segundo passo decisivo" para que a Grécia retorne à saúde econômica.

"As condições agora estão postas para uma decisão sobre o desembolso da próxima parcela da assistência financeira para a Grécia e para o rápido progresso sobre um segundo pacote de assistência. Nós reiteramos o firme apoio e a solidariedade da Europa para com o povo grego, em cujo futuro nós estamos confiantes", disseram as autoridades no comunicado.

A União Europeia e o Fundo Monetário Internacional (FMI) deverão fazer um pagamento de 12 bilhões de euros para a Grécia até meados de julho. Esses recursos são necessários para evitar que o país declare a moratória de sua dívida.

A UE e o FMI estão elaborando um segundo pacote de resgate para a Grécia e estabeleceram o dia 11 de julho como prazo final para conclusão do acordo, que deverá incluir credores privados. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
crise da dívidazona do euroGrécia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.