Unidade da Glencore Xstrata nas Filipinas deve demitir

A Sagittarius Mines, na qual a Glencore Xstrata possui 62,5% de controle, planeja cortar gastos e até 920 empregos no projeto de cobre e ouro nas Filipinas, chamado Tampakan, avaliado em US$ 5,9 bilhões. Os cortes serão feitos em consequência das dificuldades que a empresa enfrenta para obter autorizações ao projeto.

AE, Agencia Estado

13 de agosto de 2013 | 13h21

Num comunicado, a Sagittarius afirmou, que entre os obstáculos que enfrenta, está a proibição de minas abertas na Província de Cotabato do Sul, onde o projeto está localizado. A empresa também não recebeu permissão para realocar comunidades afetadas. Como resultado, a Sagittarius pretende reduzir em três quartos os investimentos mensais - para US$ 1 milhão - e o número de funcionários até que as questões sejam resolvidas. Os 920 cortes de vagas previstos correspondem a cerca de 85% da força de trabalho da empresa.

O Projeto Tampakan fica no sul da Ilha de Mindanao e deveria começar a produzir comercialmente em 2019. Esse é o maior projeto de mineração das Filipinas, com produção estimada em cerca de 375 mil toneladas de cobre e 360 mil onças-troy de ouro por ano durante um período de 17 anos, de acordo com a empresa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Glencore XstrataFilipinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.