Unidade da Whirlpool na Europa pagará multa de US$ 72,9 milhões

A Embraco Europe foi acusada de conspirar para fixar preços de compressores para refrigerador na região

Danielle Chaves, da Agência Estado,

08 de dezembro de 2011 | 14h52

NOVA YORK - A Embraco Europe, divisão da fabricante de compressores brasileira Embraco, que é controlada pela norte-americana Whirlpool, admitiu que conspirou para fixar preços de compressores para refrigerador na Europa e vai pagar à Comissão Europeia multa de 54,5 milhões de euros (US$ 72,9 milhões).

A empresa reconheceu que violou as leis de concorrência da União Europeia sobre venda de compressores entre abril de 2004 e outubro de 2007 e pagará a multa no próximo ano. A Embraco já havia concordado em pagar multas por ter fixado preços no Brasil e nos Estados Unidos.

Junto com outras fabricantes de compressores, a Embraco foi acusada de fazer reuniões e negociações para estabelecer preços de compressores para aparelhos domésticos e comerciais leves. As vendas anuais da Embraco somam quase US$ 1,5 bilhão e cálculos indicam que a companhia controla aproximadamente 25% do mercado global de compressores para refrigerador.

A Whirlpool, fabricante de aparelhos domésticos líder em vendas no mundo inteiro, afirmou que já pagou US$ 71,7 milhões dos US$ 72,9 milhões em multas para a Comissão Europeia. A companhia disse que o volume de US$ 1,2 milhão restante será registrado como despesa no relatório do quarto trimestre.

Em 2010, a unidade da Embraco na América do Norte concordou em pagar US$ 91,8 milhões de multa criminal nos EUA. Em 2009, a Whirlpool anunciou que a Embraco pagaria US$ 56,5 milhões em um período de cinco anos e meio às autoridades brasileiras.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
multaembracoEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.