United e US Airways suspendem conversas para fusão--fonte

A United Airlines e a US Airwayssuspenderam negociações de fusão por causa de preocupações deoposição de trabalhadores e custos de integração. Enquantoisso, a United caminhou para caminhou para mais perto de umaaliança com a Continental Airlines, informou uma fonte próximadas negociações. O presidente-executivo da United, Gleen Tilton, informou aseu colega na US Airways, Doug Parker, que o melhor para asempresas agora não é buscar uma fusão no momento. Mas eledeixou abertas futuras possibilidades para as companhiasaéreas, informou uma fonte. A United e a US Airways não comentaram o assunto. As duas companhias aéreas estavam mantendo negociaçõessobre uma possível fusão há alguns meses, enquanto a Unitedtambém discutia com a Continental Airlines uma fusão completa. A onda de discussões aconteceu depois que a Delta Airlinese a Northwest Airlines informaram em abril que planejavam umafusão que criaria a maior empresa do setor no mundo. A idéia da operação era uma defesa contra os preços cadavez maiores dos combustíveis, economia fraca e crescentecompetição com companhias aéreas européias. Depois de sofrerem 35 bilhões de dólares em prejuízos efinalmente deixarem um processo de recuperação de cinco anos em2006, as companhias aéreas dos Estados Unidos esperam quefusões e alianças dêem a elas mais poder de mercado parareduzirem quantidade de vôos e aumentarem tarifas. (Reportagem adicional de Sinead Carew e Steve James)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.