Usina de Angra 1 é religada ao sistema elétrico nacional

A usina nuclear Angra 1 (RJ) foi reconectada ao Sistema Interligado Nacional (SIN) no final da tarde de quarta-feira, informou nesta quinta-feira a Eletronuclear.

REUTERS

24 de fevereiro de 2011 | 11h40

A usina está operando a 83 por cento de sua capacidade (510 megawatts) depois de ter sido retirada do SIN na terça-feira.

"Após análise detalhada do evento realizada pelos técnicos da Eletrobras Eletronuclear, verificou-se que o desligamento (de Angra 1) foi provocado, inicialmente, por oscilação de tensão nas linhas de transmissão externas à central nuclear que se estendeu ao sistema elétrico interno" da usina, afirma a Eletronuclear, empresa da Eletrobras para energia nuclear, em comunicado à imprensa.

"Os sistemas de controle e proteção foram verificados, o cartão de controle lógico acionado foi substituído, e a usina voltou à operação normal", acrescenta a companhia.

No comunicado, a Eletronuclear não comenta a situação da usina Angra 2, que também foi retirada do SIN na terça-feira.

A usina de Angra 1 possui capacidade instalada de 640 MW, enquanto Angra 2 tem capacidade de 1.350 MW.

A Eletronuclear está em processo de construção da usina de Angra 3, que terá potência bruta de 1.405 MW. Segundo a empresa, o progresso físico da usina é de 30 por cento.

(Por Alberto Alerigi Jr.)

Tudo o que sabemos sobre:
ENERGIAANGRAUMRELIGADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.