Vaca louca: Índia investiga hemoderivados suspeitos

Londres, 28 - O governo da Índia iniciou uma investigação para apurar se o país importou do Reino Unido produtos hemoderivados com o risco de contaminação da forma humana da "doença da vaca louca". O jornal britânico 'The Times" revelou ontem que 11 países, entre eles o Brasil, receberam no final da década passada os produtos suspeitos de contaminação. As autoridades britânicas alertaram os cinco países que consideram ter o maior risco de contaminação, mas não os identificaram. O ministério da Saúde brasileiro informou ontem ter sido avisado do problema na semana passada pela embaixada britânica em Brasília. O Ministério da Saúde da Índia informou que está tentando descobrir em conjunto com as autoridades britânicas se realmente o lote de produtos entrou no país, e quando isso teria ocorrido. Os hemoderivados foram produzidos no Reino Unido com doações de sangue de noves pessoas, que mais tarde morreram por causa da doença. Além do Brasil e da Índia, os produtos teriam sido exportados para a República da Irlanda, Cingapura, Rússia, Marrocos, Egito, Brunei e Turquia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.