Vale amplia vantagem sobre Petrobras em exportações

A diferença entre a líder Vale e a Petrobras, vice-líder no ranking dos maiores exportadores do Brasil, voltou a crescer no acumulado anual após a divulgação dos dados de outubro. No mês passado, as exportações da mineradora somaram US$ 2,728 bilhões (preço FOB), contra US$ 999,678 milhões da petrolífera. Com isso, a diferença no acumulado do ano já supera a casa dos US$ 10 bilhões.

ANDRÉ MAGNABOSCO, Agencia Estado

25 de novembro de 2013 | 18h44

Desde janeiro, as vendas externas da Vale somam US$ 21,409 bilhões, expansão de 1,68% na comparação com o acumulado dos dez primeiros meses do ano passado. Já as vendas da Petrobras encolheram 41,65% no mesmo intervalo, para US$ 10,539 bilhões. Com isso, a diferença entre as duas empresas no acumulado anual voltou a superar 100% - chegou a 103% ao final de outubro.

Desde janeiro, as vendas da Vale no ano representam mais de duas vezes os números alcançados pela Petrobras. Em setembro, contudo, essa tendência havia sido rompida pela primeira vez no ano, graças ao maior volume de exportações da petrolífera. Naquele mês, a diferença entre os números das duas empresas, no acumulado de janeiro a setembro, ficou em 95,8%.

Em outubro, porém, a Vale voltou a abrir frente em relação à Petrobras. As exportações da mineradora no mês cresceram 19,56% em relação a outubro do ano passado, contra uma retração de US$ 4,09% nas vendas externas da Petrobras. Com isso, as exportações da Vale foram quase três vezes maiores do que as vendas da Petrobras. Os dados consideram apenas companhias com o mesmo CNPJ e, dessa forma, não incluem as exportações de empresas como a Petrobras Distribuidora.

Déficit

Além de estar cada vez mais distante do topo do ranking dos maiores exportadores do País, a Petrobras continua a ver seu déficit comercial crescer mês a mês. Em outubro, as importações da estatal somaram US$ 3,930 bilhões, expansão de 97,73% em relação à marca obtida no mesmo mês de 2012.

No acumulado de janeiro a outubro, as compras externas da Petrobras somaram US$ 33,972 bilhões, expansão de 34,28% em relação à somatória dos dez primeiros meses do ano passado. Com isso, o déficit comercial da estatal nesse intervalo somou US$ 23,433 bilhões.

Tudo o que sabemos sobre:
valepetrobrasexportações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.