Vale contrata linha de crédito rotativo de US$ 2 bi

A Vale anunciou nesta quinta-feira a contratação de uma nova linha de crédito rotativo, no valor de US$ 2 bilhões, com prazo de cinco anos, numa transação de melhores esforços. De acordo com o comunicado, a linha de crédito rotativo foi contratada junto a um sindicato composto por 16 bancos comerciais globais, incluindo Barclays, Bank of Tokyo-Mitsubishi UFJ, BNP Paribas, Crédit Agricole, Citibank, Deutsche Bank, HSBC, Intesa San Paolo, JP Morgan, Mizuho, Natixis, Royal Bank of Canada, The Bank of Nova Scotia, Société Générale, Standard Chartered e Sumitomo.

EULINA OLIVEIRA, Agencia Estado

04 de julho de 2013 | 18h38

Ainda segundo a nota, a Vale e algumas das subsidiárias da mineradora podem sacar a linha de crédito rotativo a qualquer momento, ao longo de cinco anos. Com esta nova linha, o total em linhas de crédito rotativo será de US$ 5 bilhões, pois há uma linha de US$ 3 bilhões, que vencerá em 2016. "Este instrumento forma um significativo colchão de liquidez no curto prazo e possibilita maior eficiência da gestão do caixa, sendo consistente com o nosso foco estratégico na minimização do custo do capital", diz a Vale, no texto.

Tudo o que sabemos sobre:
Valelinha de crédito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.