Vale fará negociação individual com siderúrgicas chinesas

Após seis anos de altas, associação de fabricantes da China rejeitou oferta de corte global no preço de 28%

Efe,

28 de agosto de 2009 | 01h06

A mineradora Vale negociará os preços anuais do ferro diretamente com as fabricantes de aço chinesas que quiserem comprar os produtos da companhia brasileira, sem contar com a Associação do Ferro e do Aço da China, afirmou nesta sexta-feira, 28, o jornal oficial China Daily.

 

A associação, representante da maioria das grandes produtoras de aço do país asiático, é a encarregada de negociações com a Vale e as mineradoras anglo-australianas Rio Tinto e BHP Billiton que estão estagnadas há meses.

 

A Vale ofereceu um corte de 28% nos preços do ferro para a China, após seis anos consecutivos de altas, mas a associação rejeitou a oferta, que foi aceita, por outro lado, pelas fabricantes de aço do Japão e da Coreia do Sul.

 

A empresa também se negou a assinar um corte de 33% com a Rio Tinto e a BHP Billiton, e exige das três mineradoras descontos de entre 40% e 50%, que os especialistas consideram difíceis de conseguir.

 

Segundo o jornal, a Vale manterá os preços provisórios aplicados até agora, com a redução oferecida de 28%, à espera de alcançar um acordo com cada companhia.

 

Em 17 de agosto, a associação obteve um abatimento de 35% nos preços da terceira mineradora da Austrália, Fortescue, com o compromisso de comprar 20 milhões de toneladas métricas secas entre

julho e dezembro e dar prioridade à empresa nas negociações dos preços do ferro em 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
Valesiderúrgicasferroaço

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.