Vale Inco e sindicato discutirão greve no final de maio

A Vale Inco, subsidiária da Vale no Canadá, e o sindicato United Steelworkers (USW) vão se reunir entre os dias 25 e 26 de maio para tentar pôr fim às greves nas operações de níquel em Newfoundland e Labrador, disse a companhia. A Vale Inco informou, porém, que vai continuar a aumentar a produção em suas usinas por meio da contratação de mão de obra adicional.

CLARISSA MANGUEIRA, Agencia Estado

20 de maio de 2010 | 13h30

Cerca de 3.100 trabalhadores aderiram à greve nas operações canadenses da Vale Inco. Eles deram início à paralisação em julho e agosto de 2009 para discutir questões como o plano de pensões e prêmios relacionados com o preço do níquel. "Nos dias 25 e 26 de maio, as equipes de negociações da Vale Inco Newfoundland & Labrador (VINL) e do USW se reunirão novamente e nós todos esperamos uma resolução para a atual greve", afirmou a companhia. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Vale IncogreveCanadá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.