Vale inicia projeto para produzir cobre na Zâmbia

Estimativa de investimento é de cerca de US$ 400 milhões

Agência Estado,

27 de agosto de 2010 | 12h28

A Vale, por meio de sua joint venture (associação) com a African Rainbow Minerals Limited (ARM), iniciará o projeto de cobre de Konkola North na Zâmbia. "O desenvolvimento deste projeto é consistente com nossa estratégia de nos tornarmos um dos maiores produtores mundiais de cobre e criará valor significativo para nossos acionistas", informou hoje a Vale, em comunicado.

A estimativa de investimento é de cerca de US$ 400 milhões, para uma capacidade de 45 mil toneladas métricas por ano de cobre em concentrado. O início da produção está previsto para 2013, com capacidade máxima para 2015. A vida esperada da mina é de 28 anos, incluindo três anos do programa de exploração para avaliação da "área A", com potencial para expandir a produção a 100 mil toneladas métricas por ano de 2020 em diante. Na nota, a Vale informa que inicialmente serão desenvolvidas as minas de South e East Limb, para em seguida serem exploradas "as camadas mais profundas, de maior teor e mais amplas".

Tudo o que sabemos sobre:
mineraçãocobreValeprojetoZâmbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.