Vale: investimento de US$ 24 bi está mantido para 2011

O diretor-presidente da Vale, Murilo Ferreira, disse hoje, durante teleconferência com analistas, que os investimentos programados pela companhia para este ano estão mantidos em US$ 24 bilhões.

FERNANDA GUIMARÃES E SILVANA MAUTONE, Agencia Estado

29 de julho de 2011 | 12h50

Ele destacou, no entanto, que a companhia está enfrentando dificuldades como o fornecimento de equipamentos e também para a obtenção de licenças ambientais. Por conta desse cenário, Ferreira acredita que não haverá excesso de demanda nos próximos cinco anos.

A Vale realizou investimentos de US$ 4,036 bilhões no segundo trimestre, um crescimento de 47,1% em relação ao período imediatamente anterior. Ante o mesmo período do ano passado houve alta de 69,9%.

A Vale investiu 28% do total orçado para 2011, com aportes de US$ 6,779 bilhões no primeiro semestre do ano.

O presidente destacou, ainda, na teleconferência, que a empresa irá "manter sua disciplina de capital".

China

O presidente da Vale disse ainda que está otimista com relação à economia chinesa, apesar dos receios referentes à inflação. "A inflação será um elemento chave no segundo semestre, mas estamos otimistas", afirmou. Segundo ele, a China continuará demandando muita matéria-prima.

O executivo disse que a companhia está positiva para o mercado de minério de ferro, "apesar da Europa e Estados Unidos estarem com uma recuperação desafiadora".

Ferreira afirmou que se reuniu no último domingo com a presidente Dilma Roussef e que recebeu o apoio dela com relação aos investimentos da empresa na Guiné. De acordo com ele, também participou da reunião o ministro das Relações Exteriores do Brasil, António Patriota.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeinvestimentominérioChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.