Vale não tem estudos para aumentar participação em Belo Monte

Presidente da mineradora lembrou que Vale não é líder do consórcio vencedor do leilão da usina e, por isso, não poderia falar sobre o interesse de participantes em deixar o projeto

Mônica Ciarelli, da Agência Estado,

30 de maio de 2011 | 18h06

O presidente da Vale, Murilo Ferreira, afirmou nesta segunda-feira, 31, que a empresa não tem estudos para ampliar sua participação no projeto de construção da hidrelétrica de Belo Monte. O executivo lembrou que a Vale não é líder do consórcio vencedor do leilão de Belo Monte e, por isso, não poderia falar sobre o interesse de outros participantes em deixar o projeto.

Em entrevista hoje, o executivo afirmou que o foco da companhia no setor será em projetos de energia sustentável. "Quero desplugar a ideia que estamos ligados a hidrelétricas", ressaltou. Segundo ele, um dos caminhos que a empresa irá estudar também será o de energia eólica. De acordo com Ferreira, com a entrada em operação de Belo Monte, a energia que virá do projeto irá atender à demanda da companhia até 2016. O executivo esteve presente no Rio Investors Day.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeMurilo FerreiraBelo Monte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.