Vale paralisa atividade de mina de potássio em Mendoza

A companhia Vale foi notificada hoje sobre a decisão do governo da província argentina de Mendoza de suspender o projeto de US$ 5,5 bilhões no desenvolvimento da mina de potássio Rio Colorado. Em nota à imprensa, o escritório da Vale em Mendoza afirmou que "em estrito cumprimento da notificação recebida, a companhia está paralisando as atividades na mina até contar com a habilitação pertinente por parte do governo local".

MARINA GUIMARÃES, Agencia Estado

17 de junho de 2011 | 19h02

Sobre a acusação do governo de que a companhia não respeitou um acordo sobre o cronograma de investimentos e contratação de pessoal local, a nota afirma que a empresa já realizou "sucessivas apresentações perante os distintos poderes públicos e institucionais locais para comprovar os compromissos assumidos" com o governo de Mendoza. No entanto, continuou a nota, "a empresa se compromete a apresentar toda a informação requerida e necessária para demonstrar o cumprimento do compromisso assumido mediante a assinatura da Ata Acordo relacionada ao Compre Mendocino e à contratação de mão de obra local".

Na nota, a Vale "torna pública sua permanente vontade de colaborar com as autoridades locais em favor do crescimento e desenvolvimento econômico e social da província, no marco das normas em vigor". A Secretaria de Meio Ambiente de Mendoza informou que a suspensão é temporária até que a empresa apresente os documentos solicitados.

Tudo o que sabemos sobre:
mineraçãopotássioValeArgentina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.