Vale poderá operar o terminal de Ponta da Madeira

A Vale informou, nesta segunda-feira, 29, ter recebido licença ambiental para operação (LO) do Terminal Ferroviário Ponta da Madeira (PDM), no estado do Maranhão, emitida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais. Conforme o comunicado, o terminal ferroviário é parte do projeto CLN 150, estruturado para permitir a expansão da capacidade logística de Carajás para 150 milhões de toneladas métricas de minério de ferro por ano.

AE, Agencia Estado

29 de abril de 2013 | 09h49

Ainda segundo a nota, a LO expedida permite o funcionamento de todas as novas estruturas construídas: pátios de recepção, linha de acesso aos viradores de vagão (5 e 6), pera (armação) exclusiva para o trem de passageiros, sede de manutenção eletroeletrônica e prédio administrativo do abastecimento.

A Vale ressalta que já havia conquistado, no início de abril, a licença de operação portuária para o CLN 150, incluindo a parte onshore e offshore. Além das obras no terminal ferroviário e Píer IV, o CLN 150 inclui a expansão de parte da Estrada de Ferro Carajás.

Tudo o que sabemos sobre:
ValePonta da Madeiralicença

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.