Vale: próximos trimestres na China serão desafiadores

O presidente da Vale, Murilo Ferreira, disse hoje estar otimista em relação à melhora da demanda da China por minério de ferro nos próximos meses. "A situação da demanda China está mais relacionada às medidas macroprudenciais e três elevações de juros do que ao quadro internacional", afirmou Ferreira durante o Vale Day, que acontece na Nyse, em Manhattan. "Teremos um último trimestre deste ano e primeiro trimestre do ano que vem mais desafiadores na China, mas a partir daí o país deve continuar crescendo numa velocidade importante, ao redor de 9%".

LUCIANA ANTONELLO XAVIER, CORRESPONDENTE, Agencia Estado

28 de novembro de 2011 | 17h51

O diretor-executivo de Marketing, Vendas e Estratégia, José Carlos Martins, acrescentou que a China não enfrenta nenhum tipo de crise estrutural, mas conjuntural. "Então, passado o Ano Novo Lunar, no final de janeiro e começo de fevereiro, quando a China praticamente para, é esperado que o mercado volte a dar sinais de força. Nós não temos tido problema para entrega de minério e posso dizer que a situação é absolutamente diferente e mais tranquila do que em 2008", completou.

Tudo o que sabemos sobre:
ValeChinaMurilo Ferreira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.