Vale ultrapassa America Movil e vira maior não-estatal da AL

Estudo da Economática indica que 13 das 25 maiores empresas de capital aberto da região

Reuters,

10 de janeiro de 2008 | 14h20

A Vale passou a ser a maior empresa não-estatal de capital aberto da América Latina em 2007, desbancando a America Movil, que ocupou a posição em 2006. A maior empresa em valor de mercado da Amércia Latina é a estatal Petrobras, informou um estudo da Economática, com US$ 242,7 bilhões, contra os US$ 107,7 bilhões em 2006, crescimento de 125,3%. Segundo o levantamento divulgado nesta quinta-feira, 10, o valor de mercado da Vale passou dos US$ 68,6 bilhões em 2006 para US$ 154,5 bilhões em 2007, crescimento de 125,4%. A America Movil ficou em terceiro lugar entre as 25 maiores empresas da América Latina, com valor de mercado de US$ 104,7 bilhões, contra US$ 79,6 bilhões em 2006. O estudo indica que 13 das 25 maiores empresas de capital aberto da região são brasileiras, uma a mais que no ano anterior, ganho que também foi registrado pelo México, que fechou o exercício passado com nove empresas entre as 25 maiores. O Chile perdeu mais representantes no ranking das 25 maiores empresas, observou a Economática, caindo de três para uma, enquanto a Argentina manteve as mesmas duas companhias de 2006. A Bovespa Holding, a Companhia Siderúrgica Nacional e o Santander Brasil estrearam na lista no ano passado. Por outro lado, deixaram o grupo das maiores em 2007 a Telesp e a Tim Participações. Outro destaque é a mudança no setor bancário, com o Itaú perdendo posição para Bradesco, que passa a ser o maior banco de capital aberto da América Latina com valor de mercado de US$ 61,8 bilhões.

Mais conteúdo sobre:
SiderurgiaVale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.