Vale vai transferir famílias de mina de carvão em Moçambique

A Companhia Vale do Rio Doce planejagastar 30 milhões de dólares para transferir 1.200 família queocupam a região de uma mina em Moçambique, abrindo caminho parao desenvolvimento do projeto, informou um jornal nestasegunda-feira. "Temos nossas equipes trabalhando no distrito de Inhangomapara demarcar as áreas de transferência da população local, numprocesso para ser concluído antes do final do ano", disse AndréVasconcelos, da Vale, segundo o jornal Notícias, de Moçambique. Parte do dinheiro será usado para prover moradia,saneamento, escolas e fornecimento de água às famílias queagora moram na região da mina de Moatize. Acredita-se que a mina de Moatize, bastante afetada durantea guerra civil de Moçambique nos anos 1970 e 1980, tenha cercade 2,4 bilhões de toneladas de reservas de carvão. Um consórcio liderado pela Vale, que ganhou o direito dereabilitar a mina por meio de uma proposta em 2004, temafirmado que espera iniciar os trabalhos em 2010, com umaprodução anual de cerca de 12 milhões de toneladas. (Por Charles Mangwiro)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.