Varejistas e petrolíferas impulsionam Wall St

As bolsas norte-americanas tiveram amaior alta diária em mais de um mês nesta quinta-feira, após oWal-Mart e outros varejistas divulgarem vendas acima doesperado em maio e dados mostrando uma surpreendente queda nospedidos de auxílio-desemprego, o que alimentou o otimismo sobrea saúde da economia. O índice Dow Jones teve alta de 1,73 por cento, a 12.604pontos. O Standard & Poor's 500 subiu 1,95 por cento, a 1.404pontos. O Nasdaq avançou 1,87 por cento, a 2.549 pontos. As ações de energia deram o maior impulso para o Dow e oS&P 500. O preço do petróleo se recuperou após a forte queda nodólar ter forçado os operadores a retirarem suas apostas de queo petróleo cairia ainda mais. Um raro mega-acordo no setor de telecomunicações deu aindamais o otimismo para a sessão. A Verizon Wireless afirmou queirá comprar a prestadora de serviço de telefonia móvel em zonasrurais Alltel Corp por 28,1 bilhões, incluindo dívida. Os papéis do Wal-Mart subiram para o maior patamar emquatro anos, depois que a maior rede varejista do mundodivulgou um aumento maior do que o esperado das vendas de suaslojas lançadas no ano passado nos Estados Unidos. Entre as grandes companhias de petróleo, as ações da ExxonMobil subiram 4,2 por cento, para 89,31 dólares, enquanto ospapéis da rival Chevron Corp ganharam 4,1 por cento, para 99,99dólares.

KRISTINA COOKE, REUTERS

05 de junho de 2008 | 18h26

Tudo o que sabemos sobre:
WALLSTFECHAATUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.