Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Venda de consórcio de imóvel cai 9,8% no ano até outubro

Segundo Abac, as vendas desse tipo de consórcio somaram 169,5 mil unidades

Agência Estado,

27 de dezembro de 2011 | 10h29

A venda de novas cotas de consórcios de imóveis registrou retração de 9,8% nos primeiros dez meses do ano em relação a igual período do ano anterior, somando 169,5 mil unidades, conforme pesquisa da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac) divulgada hoje. Na mesma base de comparação o número de contemplações cresceu 7,5%, para 60,5 mil participantes.

No mês de outubro o valor médio das cotas para a compra de um imóvel subiu 15,1%, para R$ 117,7 mil, ante R$ 102,3 mil de um ano antes. Em outubro, o segmento registrava 612,3 mil participantes, indicando acréscimo de 6,4% sobre um ano antes.

A partir de março de 2010 o governo permitiu o uso do FGTS para o pagamento de parcelas em consórcio de imóveis. De lá até setembro deste ano, 5.119 participantes utilizaram o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar ou quitar parcelas, somando R$ 89,1 milhões. No acumulado do ano 1.927 participantes utilizaram o FGTS, somando R$ 34,4 milhões.

Entre março do ano passado e outubro deste ano, 5.277 participantes utilizaram o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para amortizar ou quitar parcelas, somando R$ 91,8 milhões. 

Tudo o que sabemos sobre:
imóveisAbacconsórcio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.