Venda de marcas visa geração de caixa, diz Hypermarcas

Empresa de bens de consumo quer focar nos negócios de medicamentos, beleza e higiene pessoal 

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

24 de outubro de 2011 | 11h40

A empresa de bens de consumo Hypermarcas informou, por meio de um comunicado, que a venda de algumas de suas marcas à Flora, do Grupo J&F (JBS), representa "um passo importante" dentro do plano "estratégico" da companhia de gerar caixa, capturar sinergias das empresas adquiridas e focar nos negócios de medicamentos, beleza e higiene pessoal.

Segundo o comunicado, "a companhia vem investindo fortemente em seu processo de consolidação ao longo de 2011". Essas medidas passam pela integração da força de vendas e dos parques fabris, incluindo a construção da maior fábrica da América Latina de medicamentos em Anapólis, Goiás, e de outra de cosméticos, em Senador Canedo, no mesmo Estado.

A venda dos ativos à Flora, pelo valor de R$ 140 milhões, envolve as marcas Assim, Sim, Gato, Fluss, Sanifleur e Mat Inset. A negociação também inclui uma fábrica localizada na cidade de Itajaí, em Santa Catarina. A Hypermarcas reforça que o plano da companhia, anunciado na época de sua oferta inicial de ações em Bolsa (IPO, na sigla em inglês), em 2008, é focar seus negócios no segmento farmacêutico e de higiene pessoal. Em agosto, a empresa havia anunciado uma nova estrutura organizacional, com a divisão em duas unidades: farma e consumo, para alavancar o crescimento orgânico das áreas de negócio.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
HypermercasvendaFlora

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.