Venda de moradias usadas nos EUA sobe 3,7% em março

Previsão dos economistas era de uma alta de 2,5%; preços dos imóveis, no entanto, continuaram fracos

Danielle Chaves, da Agência Estado,

20 de abril de 2011 | 11h18

As vendas de moradias usadas nos EUA subiram 3,7% em março, em comparação com fevereiro, para a taxa anual sazonalmente ajustada de 5,1 milhões de unidades, informou a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis. O resultado superou a previsão dos economistas, que era de alta de 2,5%, para 5,0 milhões.

Os números de fevereiro foram revisados para mostrar venda de 4,92 milhões de moradias usadas, em vez de 4,88 milhões como calculado inicialmente.

Os preços dos imóveis, no entanto, continuaram fracos em março. O valor médio de uma moradia usada caiu 5,9%, para US$ 159,600, de US$ 169,600 em março do ano passado.

Os estoques de casas usadas colocadas à venda aumentou no fim de março para 3,55 milhões de unidades. Isso representa 8,4 meses de oferta ao atual ritmo de vendas, em comparação com 8,5 em fevereiro.

As vendas de imóveis residenciais usados fechadas em dinheiro mostraram força e representaram cerca de 35% de todos os negócios em março. As vendas subiram em três das quatro regiões dos EUA. Houve alta de 3,9% no nordeste, de 1,0% no Meio Oeste e de 8,2% no Sul, enquanto no Oeste foi registrada queda de 0,8%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
imóveis usadosEUAmoradiaspreços

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.