Vendas da Eztec chegaram a recorde de R$ 1,6 bi

A incorporadora Eztec teve vendas recordes de R$ 1,608 bilhão em 2013, de acordo com relatório operacional prévio divulgado há pouco. O resultado representa crescimento de 84% em relação a 2012. No quarto trimestre, as vendas atingiram R$ 273,0 milhões, 30% mais que nos mesmos meses do ano anterior.

CIRCE BONATELLI, Agencia Estado

22 de janeiro de 2014 | 21h25

As vendas recorrentes, que excluem o montante de R$ 564 milhões obtido com a comercialização da torre A do projeto EzTowers, chegaram a R$ 1,044 bilhão em 2013, crescimento de 19% em relação a 2012.

A velocidade de vendas (VSO) no ano foi de 56,3%, enquanto no quarto trimestre foi de 22,2%.

Os lançamentos da Eztec também foram recorde, totalizando projetos com valor geral de vendas (VGV) de R$ 1,915 bilhão em 2013, avanço de 61% na comparação anual. No trimestre, o volume lançado foi de R$ 352,0 milhões, aumento de 3% ante o mesmo intervalo do ano anterior.

Os lançamentos recorrentes alcançaram R$ 1,351 bilhão em 2013, alta de 8,1%. O volume lançado atingiu 104% do ponto médio do guidance (meta oficial) da incorporadora para o ano, que ia de R$ 1,2 bilhão a R$ 1,4 bilhão.

Com o resultado das vendas e lançamentos, o estoque de imóveis da companhia passou de 144,6 mil metros quadrados no fim de setembro para 159,2 mil metros quadrados no fim de dezembro, o equivalente a um VGV de cerca de R$ 1,0 bilhão.

Para o diretor de Relações com Investidores, Emílio Fugazza, os resultados do ano foram bons e mostraram um avanço concreto das operações. "Chegamos ao fim do ano com um estoque equivalente a menos de um ano de vendas, o que está dentro do esperado para girarmos os negócios", afirmou. O executivo mencionou que o estoque de imóveis prontos é inferior a 5% do total, volume considerado baixo.

Fugazza atribuiu o recorde de vendas a uma boa demanda do mercado imobiliário aliada ao lançamento de produtos atrativos pela incorporadora. Ele também destacou que a companhia passou a adotar a estratégia de fazer campanhas para comercialização de unidades do estoque nos mesmos estandes montados para vendas dos projetos novos.

Novos negócios

A programação de lançamentos para 2014 será discutida nos próximos dias entre os executivos e os conselheiros, e o guidance deve ser divulgado em fevereiro ou março. Fugazza evitou antecipar números precisos, mas disse que há otimismo em relação à demanda e as condições de financiamento dos imóveis. Por outro lado, ponderou que o ano terá carnaval tardio, Copa do Mundo e eleições. "Nunca vivemos tudo isso junto, o que nos leva a uma postura cautelosa".

Uma referência sobre os planos de novos projetos da Eztec neste ano são as compras de terrenos efetuadas pela companhia no ano passado. Ao longo de 2013, a incorporadora adquiriu 12 novos terrenos, adicionando R$ 2,2 bilhões em VGV potencial à carteira. Descontado o volume efetivamente lançado no ano, houve um aumento líquido de R$ 850 milhões no banco de terrenos.

Tudo o que sabemos sobre:
Eztecvendas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.